AVALIAÇÃO DO ENSINO SUPERIOR NA MODALIDADE A DISTÂNCIA: possíveis relações entre a política de expansão e a construção de um modelo próprio.

  • Atualizado: 30 Janeiro 2015
  • Tamanho: 464.69 KB
  • Downloads: 40
  • Autoria: Kátia Cilene da Silva | Patricia Cavalcante Smith

Resumo:  O  presente estudo tem por tema as relações entre a política de expansão do ensino superior e a construção de um modelo de avaliação próprio para a educação  a distância  (EaD)  no  Brasil,  estabelecendo  seu  foco  principal  na  avaliação  do  ensino superior a distância. Tem por objetivo a mensuração das implicações da adoção de um modelo de avaliação próprio para o ensino superior a distância na expansão do ensino superior no Brasil; para tanto caracteriza-se por uma análise comparativa da evolução do ensino superior brasileiro na modalidade a distância com a modalidade presencial a partir  de  dados  secundários  como  a  oferta  de  cursos  e  vagas  nas  duas  modalidades, desde  2005  (implantação  da  Universidade  Aberta  do  Brasil  –  UAB)  até  os  dias  atuais, bem  como  de  dados  sobre  a  proposição  de  um  modelo  de  avaliação  próprio  para  o Ensino Superior a Distância; constitui-se como uma pesquisa qualitativa respaldada em dados  quantitativos  e  utilizará  como  referencial  teórico  os  dispositivos  normativos legais,  os  instrumentos  orientadores  propostos  pelos  órgãos  governamentais competentes  e  os  dados  sistematizados  da  Associação  Brasileira  de  Educação  a Distância (ABED), do Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais (INEP) e da Secretaria de Educação a Distância (SEED). 

Palavras-chave:  expansão do ensino superior; ensino superior a distância; avaliação do ensino superior a distância.