Masculinidades, Consumo e Cultura Visual: representações de gênero na Publicidade das revistas de estilo de vida masculinas

  • Atualizado: 30 Janeiro 2015
  • Tamanho: 612.83 KB
  • Downloads: 46
  • Autoria: Soraya Barreto Januário

Resumo:  A  pesquisa  propõe  a  análise  dos  personagens  masculinos  retratados  na publicidade  nas  revistas  masculinas  de  estilo  de  vida.  Nas  últimas  décadas,  a  sociedade  e  a  mídia têm  exercido  uma  influência  crítica  sobre  a  imagem  do  homem  e  as  formas  de  experienciar  as masculinidades, estabelecendo padrões sociais, culturais e estéticos. As normas sociais, a família, o trabalho e a pós-modernidade, são fatores preponderantes no fortalecimento do cuidado masculino com a sua imagem e a sua inserção social. A relevância do tema  deve-se  à  inegável  influência  dos  meios  de  comunicação  nos  valores  estéticos  e  na  imagem pessoal.  Na  contemporaneidade,  as  identidades  deixam  de  ser    fixas  para  serem  multifacetadas, líquidas  (Bauman,  2011).  Os  estudos  culturais  e  de  género,  ao  analisar em  o  que  é  veiculado  na mídia,  procuram  entender  como  são  retratadas  para  a  indivíduos  as  mudanças  que  permeiam  a sociedade.A  proposta  é  identificar  as  características  que  compõem  uma  cultura  visual  baseada  na exposição do homem na publicidade. A abordagem metodológica de investigação será a análise de conteúdo  visual  nas  publicidades  veiculadas  em  2011  nas  revistas  de  estilo  de  vida  masculinas, nomeadamente Men’s  Health, GQ  Portugal e Max  Men.  Utilizamos  como  quadro  metodológico,  a análise de conteúdo visual baseada no pensamento de Theo Van Leeuwen, Carey Jewitt e Laurence Bardin.  E  à  luz  dos  Estudos  das  Masculinidades,  recorremos  as  teorizações  de  Raewyn  Connel, Miguel Vale de Almeida e Sean Nixon.

Palavras-chave: Masculinidades, Cultura Visual, Publicidade, Gênero.